20 de Maio

Alunos do Instituto RS usam amplificadores pela primeira vez

Em sua 3a aula de guitarra, os alunos tiveram seus instrumentos amplificados pela primeira vez.

Para a segurança dos equipamentos, dos ouvidos das crianças e dos professores, os 24 alunos dos dois turnos ainda não estão mexendo em seus próprios amplificadores, equipamente que está disponível durante as aulas. As guitarras foram ligadas à mesa de som sob orientação e controle dos professores. O procedimento será mantido até os alunos aprenderem a mexer sozinhos nos seus equipamentos.

O amplificador, com certeza, animou as crianças menores que, na hora do intervalo, trocaram a mesa de sinuca silenciosa, por um pega-pega animado e barulhento, com muita adrenalina Rock n’ Roll!

Voltando para a aula, depois de aprenderem a ler notas avulsas na tablatura, combinadas em Smoke on The Water, os alunos começaram a aprender seus primeiros dois acordes.

Os mais velhos, ficaram muito empolgados em ouvir o som no amplifcador.

Como a turma dos maiores já sabe uns 3 acordes, o barulho já fica com cara de música, o que é um incentivo enorme para eles continuarem estudando o instrumento.

De uma semana para outra, eles começaram a ganhar repertório, que veio das aulas do Instituto Rolling Stone e de uma aula de cultura, do programa formal da Escola Olavo Pezzotti, que agora está passando pela história do rock. Os alunos começaram a pedir por músicas dos Beatles, citar o Freddy Mercury e Rock n Roll All Night, do Kiss.

Eles estão começando a escolher seus Guitar Heroes e, quem sabe, do Instituto Rolling Stone, não sai o próximo Steve Vai ou Slash da nova geração. Eles têm a vontade de aprender e o Instituto Rolling Stone está, em parceria com o Centro Cultural Rio Verde, mostrando que, como o Kiss disse, “God Gave Rock n Roll to Everyone!”